16 de junho de 2021
ResMine.com - Cloud Mining Cryptocurrency
Ronaldo "Fenômeno" 2
Home Office Lucrativo
Home Office Lucrativo
Ronaldo “Fenômeno” – história, carreira, clubes, títulos e gols
Publicado por Alex Alvarez, em História do futebol, Vídeos, 05/09/2008

Ronaldo Luís Nazário de Lima, mais conhecido como Ronaldo, o “Fenômeno“, nasceu no Rio de Janeiro dia 22 de Setembro de 1976.

Revelado pelo São Cristóvão, do Rio de Janeiro, Ronaldo fez sua estréia no futebol profissional com 16 anos, em 1993, defendendo o Cruzeiro. Naquele mesmo ano ganhou seu primeiro título, a Copa do Brasil, embora não estvivesse no elenco principal.

Em 1994 conquistou o Campeonato Mineiro, do qual foi artilheiro, com 21 gols marcados. Convocado por Carlos Alberto Parreira para a Copa do Mundo de 1994, integrou a Seleção Brasileira que foi tetra-campeã no Mundial dos Estados Unidos. Sequer entrou em campo, mas fez parte do grupo vencedor.

Ainda em 94 ele foi tranferido para o PSV Eindhoven. Marcou 57 gols em 54 partidas e em 1996 conquistou a Copa da Holanda, o segundo título mais importante do país europeu.

Nos Jogos Olímpicos de Atlanta 1996, foi medalha de bronze com o Brasil. Após disputar as Olimpíadas, Ronaldo transferiu-se ao Barcelona, da Espanha. Com a camisa 9 do Barça, marcou 17 gols em 20 partidas, conquistou a Supercopa da Espanha, e no final do ano foi eleito melhor jogador do mundo de pela FIFA, pela primeira vez. Com suas grandes atuações no Barcelona ganhou o pelido de El Fenómeno.

Em 1997, o Fenômeno foi campeão da Copa América e da Copa das Confederações com a Seleção Brasileira. Com o Barça, venceu a Copa do Rei e a Recopa da Europa, chegando a um total de 49 gols em 47 jogos.

Ainda em ’97, Ronaldo foi tranferido à Internazionale (a Inter de Milão), da Itália. Agora usando a camisa 10, novamente foi eleito o melhor jogador do mundo pela FIFA. No ano seguinte, conquistou a Copa da UEFA com a equipe italiana, e foi eleito pela FIFA o melhor jogador da Copa do Mundo França ’98, mesmo com a derrota do Brasil na final contra a dona da casa.

Em 1999 conquistou sua segunda Copa América com a Seleção Brasileira, marcando um dos gols da vitória do Brasil em cima do Uruguai na final.

Infelizmente, nesse ano começaram os problemas para Ronaldo, com uma grave contusão no joelho direito, que tirou o jogador dos gramados. Em 2000 ele voltou a jogar, mas no primeiro drible que tentou a lesão se agravou. Ronaldo foi operado passou e por uma lenta recuperação. Voltou a jogar, mas sendo usado esporadicamente.

A Seleção Brasileira também passava por maus momentos. Com maus resultados nas Eliminatórias, o Brasil corria o risco de ficar fora da Copa (seria a primeira vez na história). Felizmente, Luiz Felipe Scolari tomou as rédeas da Seleção e fez o Brasil renascer das cinzas, conquistando o penta-campeonato do mundo, com Ronaldo como uma das principais estrelas. O Fenômeno foi o artilheiro da Copa, marcando os dois gols na final contra a Alemanha.

Em Agosto de 2002, foi contratado pelo Real Madrid, onde formou o famoso time dos “Galácticos”, junto a Zinedine Zidane, David Beckham, Luís Figo, Roberto Carlos, Íker Casillas e Raúl González. Com essa super-equipe, vestindo a camisa número 11, venceu a Copa Intercontinental de 2002, e foi eleito o melhor jogador do mundo pela FIFA, pela terceira vez. Em 2003, venceu o Campeonato Espanhol e a Supercopa da Espanha.

Nas temporadas 2004/2005 e 2005/2006, o Real Madrid não fez boas campanhas, deixando os títulos nacionais serem conquistados pelo Barcelona, o rival clássico da equipe merengue.

Na Copa do Mundo Alemanha 2006, o Brasil não mostrou bom futebol, e foi eliminado pela França, velha inimiga, nas quartas-de-final. Contudo, Ronaldo balançou as redes três vezes e se tornou o maior goleador das Copas.

Voltou para a Itália na temporada 2007/08, mas agora para defender o Milan (arqui-rival da Inter de Milão). Com a camisa 99, jogou ao lado de velhos conhecidos, como Kaká, Cafu, Dida e Clarence Seedorf (foi seu companheiro na Inter de Milão). A temporada era promissora, porém, no dia 13 de Fevereiro de 2008, em jogo contra o Livorno, Ronaldo acabou lesionando o joelho novamente. A temporada 2007/08 encerrou com ele parado e desligado do Milan, que decidiu não renovar com ele.

Após sua saída do Milan, Ronaldo manifestou algumas vezes o desejo de defender o Flamengo, time do qual é torcedor declarado. O craque chegou a treinar no clube da Gávea a partir de setembro para recuperar-se da cirurgia no joelho. Contudo, haviam rumores de que ele voltaria ao futebol europeu, , onde havia boatos de sua contratação pelo Manchester City, da Inglaterra, e o Paris Saint-Germain, da FrançA
Home Office Lucrativo
Home Office Lucrativo

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: