27 de fevereiro de 2021
Fut Milionário
Fut Milionário
Sete torcedores do Corinthians deixaram nesta quinta-feira a penitenciária San Pedro, em Oruro. Após quase quatro meses, a Justiça boliviana entendeu que não há provas da participação deles na morte ...

Sete torcedores do Corinthians deixaram nesta quinta-feira a penitenciária San Pedro, em Oruro. Após quase quatro meses, a Justiça boliviana entendeu que não há provas da participação deles na morte de Kevin Beltrán, em 20 de fevereiro. Os outros cinco alvinegros acusados continuam detidos.

A prisão ocorreu pouco depois de o garoto de 14 anos ter sido atingido por um sinalizador na partida entre o local San José e o Timão. O disparo teria partido da área destinada aos visitantes no estádio Jesús Bermúdez, o que motivou policiais a levar 12 corintianos para a penitenciária.

Sob cuidados da embaixada brasileira, os torcedores libertados ainda não definiram se retornarão imediatamente ao Brasil. Eles temem que a saída complique a situação dos que ficaram — estes, segundo as autoridades bolivianas, tinham resíduo de pólvora nas mãos ou sinalizadores na mochila no dia do jogo.

A decisão foi festejada pelo Corinthians, que prometeu seguir lutando pela liberdade dos outros cinco. O presidente Mário Gobbi insiste na inocência deles e diz estar trabalhando ao lado de diplomatas brasileiro para resolver a questão com a maior agilidade possível.

Um menor de 17 anos assumiu a autoria do disparo, em depoimento prestado em Guarulhos, algo que não parece ter alterado essencialmente o processo na Bolívia. Sete torcedores, após 106 dias de prisão, estão livres. Os outros continuam aguardando um julgamento ainda não marcado ou uma solução mais rápida.

Fut Milionário
Fut Milionário

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: