15 de junho de 2021
ResMine.com - Cloud Mining Cryptocurrency
Tite aconselha Pato a chutar mais fraco para findar jejum de gols 1
Home Office Lucrativo
Home Office Lucrativo

Publicamente, o técnico Tite defende Alexandre Pato das críticas pelo jejum de gols pelo Corinthians como pode. Diz que a incumbência de balançar as redes é de todo o time, culpa o desgaste físico por não forçar treinamentos de finalizações e tenta minimizar as expectativas em torno do atacante. Quando está ao lado do jogador mais caro da história do futebol brasileiro, no entanto, sobram conselhos para resolver o problema.

“Uma hora, a bola vai entrar. Tenho falado para ele tirar um pouco de força na hora de chutar, pegar com mais jeito. É melhor priorizar a precisão. Se o goleiro catar, pelo menos a batida foi no gol”, comentou Tite, não resistindo a fazer um comentário menos evasivo sobre o assunto.

Divulgação/Agência Corinthians
Tite pede para Pato chutar mais fraco para, pelo menos, acertar o alvo (foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)
Com alguns marcantes gols perdidos pelo Corinthians – como aquele diante do Boca Juniors, no último jogo de seu time na Copa Libertadores da América de 2013 –, Pato já está há oito partidas sem anotar. Antes, o astro aguardava humildemente a chance de ter uma sequência de partidas pela equipe, pois havia se tornado reserva após sofrer uma leve lesão.

“O Pato precisa ter uma sequência natural. Existe a expectativa gerada também. Mas essas coisas são do jogo”, divagou Tite, lembrando que, de tanto esforço, o seu atacante deixou a vitória por 1 a 0 sobre a Ponte Preta com câimbras. “Eu correria um risco muito grande se o colocasse para treinar finalizações depois disso. Poderia haver uma lesão muscular. O errado seria o técnico, que fez um trabalho na hora em que não deveria.”

Na noite desta quarta-feira, na Arena do Jacaré, Alexandre Pato terá mais uma chance de acabar com o seu incômodo jejum. Ele será titular novamente, até porque o concorrente Paolo Guerrero (outro que está insatisfeito pela escassez de gols no Corinthians) defende o Peru nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014.

“A nossa equipe gosta de jogar com o pivô como o Guerrero. Ele fica dentro da área e sabe distribuir o jogo quando a bola chega. Agora, com o Pato, temos um jogador de movimentação para fazer jogadas diferentes. As enfiadas do Douglas são boas alternativas”, analisou Tite.

Publicamente, o técnico Tite defende Alexandre Pato das críticas pelo jejum de gols pelo Corinthians como pode. Diz que a incumbência de balançar as redes é de todo o time, culpa o desgaste físico por não forçar treinamentos de finalizações e tenta minimizar as expectativas em torno do atacante. Quando está ao lado do jogador mais caro da história do futebol brasileiro, no entanto, sobram conselhos para resolver o problema.

“Uma hora, a bola vai entrar. Tenho falado para ele tirar um pouco de força na hora de chutar, pegar com mais jeito. É melhor priorizar a precisão. Se o goleiro catar, pelo menos a batida foi no gol”, comentou Tite, não resistindo a fazer um comentário menos evasivo sobre o assunto.

Divulgação/Agência Corinthians

Tite pede para Pato chutar mais fraco para, pelo menos, acertar o alvo (foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

Com alguns marcantes gols perdidos pelo Corinthians – como aquele diante do Boca Juniors, no último jogo de seu time na Copa Libertadores da América de 2013 –, Pato já está há oito partidas sem anotar. Antes, o astro aguardava humildemente a chance de ter uma sequência de partidas pela equipe, pois havia se tornado reserva após sofrer uma leve lesão.

“O Pato precisa ter uma sequência natural. Existe a expectativa gerada também. Mas essas coisas são do jogo”, divagou Tite, lembrando que, de tanto esforço, o seu atacante deixou a vitória por 1 a 0 sobre a Ponte Preta com câimbras. “Eu correria um risco muito grande se o colocasse para treinar finalizações depois disso. Poderia haver uma lesão muscular. O errado seria o técnico, que fez um trabalho na hora em que não deveria.”

Na noite desta quarta-feira, na Arena do Jacaré, Alexandre Pato terá mais uma chance de acabar com o seu incômodo jejum. Ele será titular novamente, até porque o concorrente Paolo Guerrero (outro que está insatisfeito pela escassez de gols no Corinthians) defende o Peru nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014.

“A nossa equipe gosta de jogar com o pivô como o Guerrero. Ele fica dentro da área e sabe distribuir o jogo quando a bola chega. Agora, com o Pato, temos um jogador de movimentação para fazer jogadas diferentes. As enfiadas do Douglas são boas alternativas”, analisou Tite.

Home Office Lucrativo
Home Office Lucrativo

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: