27 de fevereiro de 2021
Fut Milionário
Fut Milionário
Um dos mais experientes jogadores da Seleção Brasileira de Voleibol, Leandro Vissoto mostra total confiança na renovação que a equipe vem passando. Às vésperas do início da Liga Mundial, que c...

Um dos mais experientes jogadores da Seleção Brasileira de Voleibol, Leandro Vissoto mostra total confiança na renovação que a equipe vem passando. Às vésperas do início da Liga Mundial, que começa nesta sexta-feira, com o Brasil enfrentando a Polônia, na casa dos adversários, o oposto acredita nos jovens atletas que compõem o grupo e comentou sobre a preparação para a competição.

“Temos um time novo, que está começando, que precisa treinar e se entrosar. Temos jogadores muito novos no grupo e eles, principalmente, precisam treinar ainda mais. Claro que os mais experientes, como eu e o Dante, conseguimos dar uma gerenciada um pouco melhor. Mas é um time que está treinando bastante para crescer cada vez mais”, analisou o jogador.

Aos 30 anos, Vissoto acumula o vice-campeonato dos Jogos Olímpicos de Londres e duas medalhas de ouro, conquistadas no Campeonato Mundial e na Liga Mundial, em 2010. Com a experiência adquirida, ele considera que a chegada de novos atletas faz com que seu papel na equipe também mude.

Alexandre Arruda/CBV

Aos 30 anos, Leandro Vissoto é um dos mais experientes da Seleção

“Hoje, tenho mais uma função de liderança. Nós, mais experientes, temos que dar exemplo. Esses quatro anos me deram uma experiência que me fazem poder passar para os mais jovens um pouco do que eles não vivenciaram ainda. É um momento gostoso que estou vivendo. Talvez melhor ainda, já que, além de jogar pela seleção, posso ajudar um companheiro a crescer. Estou me sentindo muito bem nessa função”, afirmou.

Na competição, o Brasil enfrentará o atual campeão da Liga Mundial. Apesar de saber da dificuldade, Leandro lembra que o fato de ter conquistado o último título deixa os adversários um pouco mais pressionados, o que pode ser bom para o time brasileiro.

“A minha opinião é de que todo jogo é preocupante, já que todas as equipes querem ganhar do Brasil. E com a Polônia não vai ser diferente. O lado bom é que a pressão agora está equiparada. Antes, ela era muito maior para o nosso lado. Agora, depois que eles venceram, há pressão também para o lado deles. Acho que agora está mais bem dividido. Vamos dar o nosso máximo e que vença o melhor”, concluiu o oposto.

Fut Milionário
Fut Milionário

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: