14 de junho de 2021
ResMine.com - Cloud Mining Cryptocurrency
Bridgestone descarta retorno à Fórmula 1 1
Home Office Lucrativo
Home Office Lucrativo
As polêmicas envolvendo a Pirelli, fornecedora oficial de pneus da Fórmula 1, nesta temporada fizeram com que a renovação do contrato entre a empresa italiana e a categoria ficasse ameaçada. Mesmo diante desse cen&...

As polêmicas envolvendo a Pirelli, fornecedora oficial de pneus da Fórmula 1, nesta temporada fizeram com que a renovação do contrato entre a empresa italiana e a categoria ficasse ameaçada. Mesmo diante desse cenário, a Bridgestone, descartou voltar à F-1.

A empresa japonesa forneceu pneus para a Fórmula 1 entre 1997 e 2010, quando se retirou do esporte e passou a investir esforços na divulgação de sua marca para pneus de carros de rua na Europa.

“Não temos planos de voltar à Fórmula 1”, disse um porta-voz da Bridgestone ao site da revista inglesa Autosport. “Sob as condições atuais de negócios, que estão mudando constantemente, a Bridgestone está focada na necessidade de direcionar seus recursos para o intenso desenvolvimento de inovações tecnológicas e produtos estratégicos e decidiu não entrar em outro contrato de fornecimento de pneus após o fim do seu na temporada de 2010”.

As polêmicas com a Pirelli começaram quando algumas equipes, sobretudo a Red Bull, reclamaram que os pneus para a temporada 2013 da Fórmula 1 duravam muito pouco e aumentaram excessivamente o número de pit stops da corrida. Após muitas queixas, a fornecedora italiana prometeu alterações em seus compostos, alegando questões de segurança, revoltando outros times, que veem na decisão uma mudança nas regras do jogo.

A questão ficou mais séria após a revelação de um teste secreto conduzido pela Pirelli utilizando o carro da Mercedes de 2013 após o Grande Prêmio da Espanha. Sem avisar os outros times, a empresa italiana utilizou o atual carro da escuderia alemã para avaliar seus pneus. As outras equipes do grid reclamaram, alegando que o fato viola a regra de proibição de treinos privados dentro da temporada e ainda dá vantagem injusta à escuderia da montadora alemã.

Mesmo com estes problemas, a Pirelli tenta negociar a renovação de seu contrato com a Fórmula 1, buscando um acordo até 2014. A questão comercial está próxima de ser resolvida, mas também é necessário um acerto com as equipes.

Home Office Lucrativo
Home Office Lucrativo

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: