22 de janeiro de 2021
Fut Milionário
Fut Milionário

Terminado o empate entre Corinthians e Goiás, mais uma partida de atuação ruim de Alexandre Pato, Tite foi bastante questionado sobre o atacante, que pressionou por uma vaga entre os titulares após a eliminação alvinegra na Copa Libertadores. A irritação foi demonstrada logo após a primeira pergunta.

“É muito Pato, Pato, Pato. É Corinthians! É uma equipe toda. Calma, calma”, afirmou o gaúcho, que mesmo assim ouviu muitas outras indagações sobre o reforço de R$ 40 milhões. Aí, ele passou a exaltar o garoto Léo, de 18 anos, que participou dos minutos finais do jogo no Serra Dourada.

“É ter naturalidade. O Pato também está pressionado. Foram dez perguntas. Vou responder todas e falar muito de equipe. Vimos o Léo, um menino do terrão -- ou de onde era o terrão --, entrar muito bem. É preciso ter calma, a ansiedade excessiva atrapalha”, disse Tite.

Divulgação/Agência Corinthians
Alexandre Pato perdeu um gol sem goleiro no empate do Corinthians com o Goiás (foto: Rodrigo Coca)
O treinador afirmou que tentou passar essa tranquilidade ao camisa 7. E mostrou ter compreendido que tantas perguntas em torno do ex-atacante do Milan têm muito a ver com a qualidade mostrada por ele até hoje na carreira e com o alto investimento feito pelo Corinthians.

“Quando eu falo de Pato, isso não me incomoda. Mas essa equipe é campeã mundial, é campeã da Libertadores. É preciso esperar as coisas acontecerem. Como esperou o Chicão, que voltou bem. Como foi com o Guilherme, que entrou bem agora. É equipe”, comentou Tite.

O gaúcho ainda defendeu Pato, culpando a bola leve pelo gol perdido sem goleiro, antes de voltar a elogiar Léo. “É um jogador com um potencial técnico interessante. É incisivo, agudo. Se tivesse um pouco mais rodado, teria tido mais precisão no chute de média distância que tentou. Futebol não é só dinheiro, não é só nome”, concluiu.

Terminado o empate entre Corinthians e Goiás, mais uma partida de atuação ruim de Alexandre Pato, Tite foi bastante questionado sobre o atacante, que pressionou por uma vaga entre os titulares após a eliminação alvinegra na Copa Libertadores. A irritação foi demonstrada logo após a primeira pergunta.

“É muito Pato, Pato, Pato. É Corinthians! É uma equipe toda. Calma, calma”, afirmou o gaúcho, que mesmo assim ouviu muitas outras indagações sobre o reforço de R$ 40 milhões. Aí, ele passou a exaltar o garoto Léo, de 18 anos, que participou dos minutos finais do jogo no Serra Dourada.

“É ter naturalidade. O Pato também está pressionado. Foram dez perguntas. Vou responder todas e falar muito de equipe. Vimos o Léo, um menino do terrão — ou de onde era o terrão –, entrar muito bem. É preciso ter calma, a ansiedade excessiva atrapalha”, disse Tite.

Divulgação/Agência Corinthians

Alexandre Pato perdeu um gol sem goleiro no empate do Corinthians com o Goiás (foto: Rodrigo Coca)

O treinador afirmou que tentou passar essa tranquilidade ao camisa 7. E mostrou ter compreendido que tantas perguntas em torno do ex-atacante do Milan têm muito a ver com a qualidade mostrada por ele até hoje na carreira e com o alto investimento feito pelo Corinthians.

“Quando eu falo de Pato, isso não me incomoda. Mas essa equipe é campeã mundial, é campeã da Libertadores. É preciso esperar as coisas acontecerem. Como esperou o Chicão, que voltou bem. Como foi com o Guilherme, que entrou bem agora. É equipe”, comentou Tite.

O gaúcho ainda defendeu Pato, culpando a bola leve pelo gol perdido sem goleiro, antes de voltar a elogiar Léo. “É um jogador com um potencial técnico interessante. É incisivo, agudo. Se tivesse um pouco mais rodado, teria tido mais precisão no chute de média distância que tentou. Futebol não é só dinheiro, não é só nome”, concluiu.

Fut Milionário
Fut Milionário

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: