28 de fevereiro de 2021
Fut Milionário
Fut Milionário
No futebol, a história repete-se tantas vezes que, por mais que se deseje, certos clichés jamais vão desaparecer do relato e do comentário esportivo: que é a "regularidade" que garante campeonatos; que as finais se resolvem "nos detalhes"; que há partidas que se vencem "num golpe de génio" de um jogador e empates que se desfazem pela equipa que teve "a sorte do jogo". Escrevo isto a propósito das duas derrotas amargas que o Sport Lisboa e Benfica sofreu em apenas quatro dias, já no período de descontos, e que comprometeram irremediavelmente uma época que poderia ter sido de sonho para o clube da Luz. Primeiro, contra o rival Futebol Clube de Porto, quando o clube encarnado foi ultrapassado na liderança do campeonato nacional a uma jornada do fim graças a um remate do brasileiro Kelvin. E depois, na quarta-feira, contra o Chelsea FC, o Benfica viu a esperança num promissor prolongamento para decidir o vencedor da Liga Europa quebrada com um cabeceamento no minuto 92 que entregou a taça aos londrinos. Leia mais (18/05/2013 - 03h00)

No futebol, a história repete-se tantas vezes que, por mais que se deseje, certos clichés jamais vão desaparecer do relato e do comentário esportivo: que é a "regularidade" que garante campeonatos; que as finais se resolvem "nos detalhes"; que há partidas que se vencem "num golpe de génio" de um jogador e empates que se desfazem pela equipa que teve "a sorte do jogo".
Escrevo isto a propósito das duas derrotas amargas que o Sport Lisboa e Benfica sofreu em apenas quatro dias, já no período de descontos, e que comprometeram irremediavelmente uma época que poderia ter sido de sonho para o clube da Luz.
Primeiro, contra o rival Futebol Clube de Porto, quando o clube encarnado foi ultrapassado na liderança do campeonato nacional a uma jornada do fim graças a um remate do brasileiro Kelvin. E depois, na quarta-feira, contra o Chelsea FC, o Benfica viu a esperança num promissor prolongamento para decidir o vencedor da Liga Europa quebrada com um cabeceamento no minuto 92 que entregou a taça aos londrinos.
Leia mais (18/05/2013 – 03h00)

Fut Milionário
Fut Milionário

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: