1 de dezembro de 2020
Fut Milionário
Fut Milionário
Difícil imaginar na Vila Belmiro, por ruim que seja a fase santista, e é, um Santos tão pequeno como no primeiro tempo no Pacaembu. Graças a Muricy Ramalho, que fez uma aposta impensável em Marcos Assunção, que não só parece aposentado como atrapalhou a vida do trabalhador Arouca, perdido. O Corinthians, enfim com um certo ar de 2012, porque Paulinho voltou a jogar bem, teve o jogo nos pés não só nos 45 minutos iniciais, quando fez 1 a 0, mandou bola trave, e perdeu, ao menos, três gols na cara de Rafael. Leia mais (13/05/2013 - 03h00)

Difícil imaginar na Vila Belmiro, por ruim que seja a fase santista, e é, um Santos tão pequeno como no primeiro tempo no Pacaembu.
Graças a Muricy Ramalho, que fez uma aposta impensável em Marcos Assunção, que não só parece aposentado como atrapalhou a vida do trabalhador Arouca, perdido.
O Corinthians, enfim com um certo ar de 2012, porque Paulinho voltou a jogar bem, teve o jogo nos pés não só nos 45 minutos iniciais, quando fez 1 a 0, mandou bola trave, e perdeu, ao menos, três gols na cara de Rafael.
Leia mais (13/05/2013 – 03h00)

Fut Milionário
Fut Milionário

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: