28 de novembro de 2020
Fut Milionário
Fut Milionário
Cuca chamou o presidente do Atlético-MG de lado, semanas depois de sua contratação. Tirou um papel do bolso, rabiscou e em segundos indicou a maneira como seu time pretendia jogar. "Eram losangos", diz Alexandre Kalil, referindo-se à movimentação do Atlético, às vezes num 3-4-3. Kalil se lembra da impressão que aquela conversa lhe causou. "Percebi que algo bom ia acontecer. Nunca outro técnico me mostrou tão claramente como queria atuar." Em dois anos, o Atlético se transformou na equipe de futebol mais envolvente e competitiva do Brasil. A impressão é reforçada pela atuação nos 4 x 1 sobre o São Paulo, a melhor desde a chegada de Cuca. Leia mais (11/05/2013 - 21h50)

Cuca chamou o presidente do Atlético-MG de lado, semanas depois de sua contratação. Tirou um papel do bolso, rabiscou e em segundos indicou a maneira como seu time pretendia jogar. "Eram losangos", diz Alexandre Kalil, referindo-se à movimentação do Atlético, às vezes num 3-4-3.
Kalil se lembra da impressão que aquela conversa lhe causou. "Percebi que algo bom ia acontecer. Nunca outro técnico me mostrou tão claramente como queria atuar."
Em dois anos, o Atlético se transformou na equipe de futebol mais envolvente e competitiva do Brasil. A impressão é reforçada pela atuação nos 4 x 1 sobre o São Paulo, a melhor desde a chegada de Cuca.
Leia mais (11/05/2013 – 21h50)

Fut Milionário
Fut Milionário

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: