16 de junho de 2021
ResMine.com - Cloud Mining Cryptocurrency
Botafogo aposta em Roque Santa Cruz e não tem plano B 1
Home Office Lucrativo
Home Office Lucrativo


Em negociação com o Botafogo, Roque Santa Cruz é a prioridade para o ataque, revelou o gerente técnico do Alvinegro, Sidnei Loureiro. O dirigente destacou que o planejamento do clube para o setor ofensivo está muito voltado para a possibilidade de trazer o paraguaio e as tratativas por ele prometem se estender.

Há exatamente uma semana, a diretoria do Botafogo se reuniu com os representantes do jogador e o diálogo foi proveitoso. O Glorioso ficou com a prioridade de fechar com o atacante, que se encantou com o projeto do clube. O único entrave foi a pedida salarial de R$ 450 mil por mês, mas o Alvinegro trabalha para baixar o valor em contraproposta que será enviada logo.

– Estamos conversando (pelo Roque Santa Cruz), sim. O que posso dizer é que, para trazer um atleta do porte dele, com o que foi inicialmente conversado, não temos condições. Não vamos fazer loucura. Porém, se o Roque Santa Cruz se encaixar dentro do nosso plano financeiro, ele interessa muito para o Botafogo – falou Sidnei, colocando o paraguaio como a prioridade quando perguntado sobre a possibilidade de outro grande atacante para o Brasileirão.

– Não (há a possibilidade de trazer outro além do Santa Cruz). O Alex, cria da base, volta de empréstimo em maio e acredito muito no potencial dele. Inclusive, se o Alex tivesse feito a pré-temporada no Botafogo, a gente não precisaria estar atrás de um camisa 9 – comentou Sidnei, citando Alex, atacante de 22 anos que emprestado ao Dibba, dos Emirados Árabes Unidos.

Se Alex já é certeza em General Severiano, Santa Cruz ainda é um sonho que não tem data para se tornar realidade.

– Não sei dizer um tempo para que se resolva a questão com o Santa Cruz – concluiu Sidnei Loureiro.

Janela da Europa não influencia

Emprestado ao Málaga, da Espanha, até o próximo dia 30 de junho, Santa Cruz tem os direitos econômicos vinculados ao Manchester City (ING). Porém, o contrato dele com o clube inglês também se encerra na mesma data e a partir daí o paraguaio ficará liberado para acertar  com qualquer clube.

Se vier para o Botafogo, Santa Cruz não terá de esperar a abertura da janela de transferências do futebol europeu para se apresentar. Por estar sem vínculo algum, a contratação dele não seria considerada uma transferência internacional. De acordo com os regulamentos da Fifa, jogadores livres de acordos podem ser contratados fora das janelas em qualquer país.

Fonte:LanceNet

download

Em negociação com o Botafogo, Roque Santa Cruz é a prioridade para o ataque, revelou o gerente técnico do Alvinegro, Sidnei Loureiro. O dirigente destacou que o planejamento do clube para o setor ofensivo está muito voltado para a possibilidade de trazer o paraguaio e as tratativas por ele prometem se estender.

Há exatamente uma semana, a diretoria do Botafogo se reuniu com os representantes do jogador e o diálogo foi proveitoso. O Glorioso ficou com a prioridade de fechar com o atacante, que se encantou com o projeto do clube. O único entrave foi a pedida salarial de R$ 450 mil por mês, mas o Alvinegro trabalha para baixar o valor em contraproposta que será enviada logo.

– Estamos conversando (pelo Roque Santa Cruz), sim. O que posso dizer é que, para trazer um atleta do porte dele, com o que foi inicialmente conversado, não temos condições. Não vamos fazer loucura. Porém, se o Roque Santa Cruz se encaixar dentro do nosso plano financeiro, ele interessa muito para o Botafogo – falou Sidnei, colocando o paraguaio como a prioridade quando perguntado sobre a possibilidade de outro grande atacante para o Brasileirão.

– Não (há a possibilidade de trazer outro além do Santa Cruz). O Alex, cria da base, volta de empréstimo em maio e acredito muito no potencial dele. Inclusive, se o Alex tivesse feito a pré-temporada no Botafogo, a gente não precisaria estar atrás de um camisa 9 – comentou Sidnei, citando Alex, atacante de 22 anos que emprestado ao Dibba, dos Emirados Árabes Unidos.

Se Alex já é certeza em General Severiano, Santa Cruz ainda é um sonho que não tem data para se tornar realidade.

– Não sei dizer um tempo para que se resolva a questão com o Santa Cruz – concluiu Sidnei Loureiro.

Janela da Europa não influencia

Emprestado ao Málaga, da Espanha, até o próximo dia 30 de junho, Santa Cruz tem os direitos econômicos vinculados ao Manchester City (ING). Porém, o contrato dele com o clube inglês também se encerra na mesma data e a partir daí o paraguaio ficará liberado para acertar  com qualquer clube.

Se vier para o Botafogo, Santa Cruz não terá de esperar a abertura da janela de transferências do futebol europeu para se apresentar. Por estar sem vínculo algum, a contratação dele não seria considerada uma transferência internacional. De acordo com os regulamentos da Fifa, jogadores livres de acordos podem ser contratados fora das janelas em qualquer país.

Fonte:LanceNet

Home Office Lucrativo
Home Office Lucrativo

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: