16 de janeiro de 2021
Fut Milionário
Fut Milionário

O espectáculo está à porta!

É hoje que arranca o campeonato. Que role o esférico sobre a relva…
P

Olhanense-Sporting: Daniel Carriço tenta travar Jorge Gonçalves

Lusa

 

O Futebol Clube do Porto apresenta-se como o Campeão Nacional, título que vai defender com uma equipa estruturada na época passada, com poucos reforços (cerca de seis) e que ainda têm algo para demonstrar (mesmo o Kléber), com a estreia de Vítor Pereira como treinador principal da equipa azul e branca, e ainda com algumas “pontas” do plantel por segurar (Álvaro Pereira, Fernando e Falcao). Hulk, Moutinho, Rolando, Helton e companhia têm como vantagem um processo continuo de trabalho e de processos, aos quais se juntará, mesmo que Vítor Pereira tenha alguma filosofia de trabalho e jogo próprias, uma continuidade no processo técnico-tático.

A contrariar o favoritismo do FC Porto segue o Benfica com um conjunto interessante de reforços, alguns de valor confirmado, outros ainda à procura da afirmação, o que poderá criar alguns “grãos” na engrenagem do trabalho benfiquista (que já esqueceu a saída de Coentrão).

Ao mesmo tempo o Sporting procura uma identidade perdida já há alguns anos através do mérito de Domingos Paciência à frente do Braga e de um conjunto de reforços (14 para já), embora com alguma duvidosa capacidade ou mais-valia, que teimam em demorar a consolidar os princípios de trabalho do novo treinador.

Convém lembrar que, no final desta época, serão três as equipas que têm acesso à Liga dos Campeões (duas com acesso direto e outra a disputar a 3ª eliminatória).

A par disto, temos o Braga e o Guimarães como os “eternos” outsiders que, para além de lutarem por um lugar ao sol na classificação que garante acesso à Europa (três equipas), procurarão estar entre os quatro primeiros classificados.

Temos o ingresso dos promovidos Gil Vicente (que não esquece o “caso” Mateus) e o Feirense (que cumpre a sua quarta presença no escalão maior do futebol profissional e que aumenta para duas as equipas do distrito de Aveiro) aos quais se juntarão a Académica, o Leiria, o Paços de Ferreira, o Olhanense, Setúbal e o Beira-Mar (agora com capital estrangeiro injetado na nova SAD, cerca de um milhão de euros, que significam recuperação das finanças, tranquilidade aos sócios, funcionários e aos jogadores, e, eventualmente, um reforço da qualidade desportiva do clube), lutarão pela permanência na liga principal. As incógnitas ficam para Nacional, Marítimo e Rio Ave.

Um dado curioso: todos os treinadores principais são portugueses!

Quanto aos jogos desta primeira jornada os destaques vão para:
1. a deslocação do Benfica ao recém promovido Gil Vicente.
2. o confronto entre o Rio Ave e o Braga, com uma deslocação muito difícil dos minhotos até Vila do Conde.
3. o Sporting tem uma excelente oportunidade para sacudir a pressão da pré-época ao receber o Olhanense.
4. o Porto, após ter vencido a Supertaça, volta a defrontar a equipa de Guimarães mas desta vez na cidade berço da nação, num cenário diferente do de Aveiro: maior pressão exigirá maior concentração e eficácia.
5. o Beira Mar fará a sua entrada nesta edição com uma viagem até à Madeira, para defrontar o Marítimo com um plantel cheio de incertezas e indefinições.

Que role o esférico sobre a relva.

Fut Milionário
Fut Milionário

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: